Melhor do mundo, Lewandowski cita Ronaldo e Romário como influências: “Futebol mágico”

Após conquistar pela primeira vez o prêmio de melhor jogador do mundo, Robert Lewandowski citou influências brasileiras em sua carreira. O polonês de 32 anos mencionou os nomes de Ronaldo e Romário, atacantes que também estiveram no mesmo lugar de destaque.Quando eu era um jovem jogador eu lembro de ver Ronaldo e Romário jogando e eles foram grandes influências, grandes ídolos pra mim. O Brasil sempre teve jogadores incríveis, e eles mostravam um futebol mágico. E eu algumas vezes jogava com a camisa 11 por causa do Romário, que eu vi inúmeras vezes em campo— Lewandowski

Lewandowski ainda fez questão de exaltar a força do grupo do Bayern de Munique na caminhada rumo ao The Best. O camisa 9 comemorou ainda o fato de ter vencido os dois maiores nomes da história da premiação.

– Eu estou muito orgulhoso de ter vencido esse prêmio. Foi uma performance em grupo, foi impressionante como vencemos juntos, é um sentimento incrível e eu estou muito feliz que eu estava competindo com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo e recebi o prêmio.

Lewandowski recebe o prêmio das mãos do presidente da Fifa, Gianni Infantino — Foto: AFP

Primeiro jogador da Polônia a receber o prêmio na história, Lewandowski seguiu enaltecendo as conquistas com o clube na temporada. O Bayern venceu a Champions League, o Campeonato Alemão e a Copa da Alemanha, e ele foi artilheiro das três competições.Eu gostaria de dizer que não importa da onde você vem, o que importa é a sua performance, como você se prepara para os desafios. Eu consegui conquistar tantos troféus com meus colegas de time e essa é uma sensação incrível. Acho que a gente escreveu história no futebol.— Lewandowski

 Eu sei que é difícil permanecer no topo, mas também gostaria de agradecer aos meus amigos, meus técnicos, e meu staff pessoal. Eu não teria conseguido fazer isso sem todo mundo que ajudou. Eu posso estar aqui na frente, mas tem muita gente atrás de mim. Não é fácil achar as palavras certas, eu também tive momentos difíceis – completou. Além de Lewandowski, Manuel Neuer foi outro representante do Bayern vitorioso nesta quinta-feira. O goleiro superou Alisson e Oblak e ficou com o prêmio da posição. O técnico Hansi-Flick, ao lado de Marcelo Bielsa, perdeu o prêmio de melhor técnico para Jürgen Klopp, do Liverpool.

Fonte: globoesporte.com